[vc_row center_row=”yes” el_class=”grey-section section-xs-padding”][vc_column el_class=”section-container”][wt_section_headings type=”cta”]

Destilado a partir de 14 botânicos naturais, o aroma e paladar da Região Centro de Portugal estão suavemente presentes na experiência Amicis.

[/wt_section_headings][/vc_column][/vc_row][vc_row center_row=”yes” el_class=”section-container”][vc_column offset=”vc_col-md-6″][vc_images_carousel images=”1674,1679,1675,1678,1676″ img_size=”full” onclick=”link_no” autoplay=”yes” hide_pagination_control=”yes” wrap=”yes”][/vc_column][vc_column offset=”vc_col-md-6″][wt_section_headings separator=”yes”]

Destes destacamos os 5 que tornam esta uma experiência única:

[/wt_section_headings][vc_tta_accordion][vc_tta_section title=”Flor de Carqueja” tab_id=”1480948794134-85941235-72f3″][vc_column_text]

A Carqueja surge espontaneamente na natureza, particularmente em terrenos a elevada altitude, como a serra da Lousã. Comestível e amplamente utilizada na culinária, a flor de carqueja apresenta também propriedades medicinais para uma doença comum, a diabetes.

[/vc_column_text][/vc_tta_section][vc_tta_section title=”Noz” tab_id=”1480948794225-50b9bac7-bea6″][vc_column_text]

A noz é um fruto seco amplamente reconhecido pelos seus nutrientes, tradicional na região centro como um produto endógeno da Serra de Sicó. Apresenta também inúmeros benefícios para a saúde, nomeadamente ao nível do sistema circulatório.

[/vc_column_text][/vc_tta_section][vc_tta_section title=”Erva de Santa-Maria” tab_id=”1480948865627-d7d839aa-c406″][vc_column_text]

Uma das plantas mais mediáticas da serra de Sicó, reconhecida pela influência no paladar de um dos produtos mais tradicionais desta região, o queijo do rabaçal. Cresce abundantemente e espontaneamente na região e as suas propriedades para o sistema digestivo são largamente divulgadas.

[/vc_column_text][/vc_tta_section][vc_tta_section title=”Mel” tab_id=”1480948868110-3022e664-ee35″][vc_column_text]

Um dos produtos mais tradicionais da serra da Lousã, beneficia dos campos e das plantas selvagens que caracterizam a região. Distingue-se dos restantes tipos de mel pelo seu baixo teor de sacarose, pelo seu cheiro e pela sua textura cristalina.

[/vc_column_text][/vc_tta_section][vc_tta_section title=”Citrinos” tab_id=”1480948870045-30d8f4ba-661f”][vc_column_text]

Os históricos Laranjais de Coimbra pautaram a paisagem e a vida da cidade dos estudantes, em particular as zonas junto ao rio Mondego. Durante anos cresceram naturalmente e de forma desorganizada na Quinta das Lágrimas e do Batista (margem direita e esquerda respectivamente), pautam as árvores por uma tonalidade verde escura e os frutos por um sabor adocicado peculiar.

[/vc_column_text][/vc_tta_section][/vc_tta_accordion][/vc_column][/vc_row]